Noticias

Reconhecendo os sinais de uma reação alérgica grave (Anafilaxia)

Conforme o professor de primeiros socorros Marcelo Salgueiro Bruno, as alergias são respostas imunológicas exageradas do corpo a substâncias geralmente inofensivas, como alimentos, medicamentos, picadas de insetos e pólen. A maioria das respostas alérgicas é leve e moderada e pode ser tratada com anti alérgicos de venda livre. No entanto, em casos raros, uma ocorrência alérgica grave conhecida como anafilaxia pode ocorrer, e reconhecer os sinais desta condição é crucial para procurar ajuda médica imediatamente.

A anafilaxia é uma ocorrência alérgica sistêmica e ambiental fatal que pode afetar várias partes do corpo, incluindo pele, pulmões, sistema cardiovascular e trato gastrointestinal. Os sintomas de anafilaxia geralmente começam rapidamente, muitas vezes dentro de minutos após a exposição ao alérgico, e podem progredir rapidamente se não forem tratados.

Aqui estão alguns dos sinais comuns de anafilaxia que, segundo Marcelo Salgueiro Bruno, você deve estar ciente:

  • Erupção demonstrada ou urticária: Uma modernidade com observação, ocorrência e manifestação da pele pode ser um dos primeiros sinais de anafilaxia. Essa lenda geralmente se espalha rapidamente e pode ser acompanhada por urticária, também conhecida como “urticária”.
  • Inchaço da face, lábios e língua: O inchaço facial é comum em casos de anafilaxia e pode causar uma aparência inchada e distorcida. Os lábios e a língua também podem inchar, dificultando a fala e a respiração.
  • Dificuldade respiratória: A anafilaxia pode causar estreitamento das vias aéreas, causando falta de ar, chiado no peito e respiração rápida e superficial. Em casos graves, podem ocorrer incidentes respiratórios.
  • Pressão arterial baixa: A pressão arterial pode cair rapidamente durante uma ocorrência anafilática, causando tonturas, desmaios e confusão. Isso pode ser perigoso e requer tratamento imediato.
  • Batimentos cardíacos acelerados: Os batimentos cardíacos podem acelerar significativamente durante uma anafilaxia, o que pode ser acompanhado por palpitações e dor no peito.
  • Náuseas, vômitos e diarreia: A anafilaxia também pode afetar o trato gastrointestinal, causando sintomas como náuseas, vômitos e diarreia.

É importante notar que nem todos os sintomas acima precisam estar presentes em um fato anafilático. Além disso, os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e podem se desenvolver rapidamente ou progredir gradualmente. O reconhecimento precoce dos sintomas e a busca de ajuda médica de emergência são essenciais para o tratamento eficaz da anafilaxia, assim como destaca Marcelo Salgueiro Bruno.

Se você ou alguém que você conhece apresenta sinais de anafilaxia, é importante agir rapidamente. Aqui estão algumas medidas que podem ajudar:

  • Chame uma ambulância: A anafilaxia é uma emergência médica que requer atenção imediata. Ligue para o serviço de emergência (192 no Brasil) para obter assistência.
  • Administrar epinefrina, se disponível: Se uma pessoa tiver prescrição médica para epinefrina autoinjetável (como o EpiPen), use-a conforme as instruções.
  • Manter uma pessoa deitada de costas: Isso pode ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo para o cérebro e reduzir o risco de desmaio.
  • Monitore os sinais inadequados: Mantenha um olho nas funções específicas da pessoa, como respiração e pulso, e esteja preparado para iniciar a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) se necessário.
  • Evite a exposição contínua ao alérgeno: Se você tiver qual foi o alérgeno desencadeante, afaste uma pessoa do alérgeno, se possível.

Em resumo, Marcelo Salgueiro Bruno frisa que reconhecer os sinais de uma ocorrência alérgica grave, como a anafilaxia, é fundamental para garantir uma resposta rápida e adequada. Sem tratamento imediato, a anafilaxia pode ser potencialmente fatal. Portanto, fique atento aos sintomas e saiba como agir em caso de emergência alérgica. Consulte sempre um médico para avaliação e orientação específica em relação às suas alergias e riscos individuais.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo