Tecnologia

5G completa dois anos de implantação no Brasil

Brasília foi a primeira capital do País a ter faixa de 3,5 GHz liberada para o 5G em 6 de julho de 2022; atualmente sinal está ativo em pelo menos 589 cidades, com cobertura média de 45%, e 28 milhões de usuários com celulares que permitem se conectar à internet com a nova tecnologia

No dia 6 de julho de 2024, o 5G completou dois anos do início de sua implantação no país. Se considerarmos as faixas de frequências de 2,3 GHz e 3,5 GHz, temos nos sistemas mais 810 municípios, incluindo todas as capitais com estações (torres/antenas) licenciadas, e sinal ativo em pelo menos 589 cidades, com cobertura média de 45%, e 28 milhões de usuários com celulares que permitem se conectar à internet com a nova tecnologia. O 5G não é apenas uma atualização tecnológica, mas uma revolução que promete transformar a maneira como vivemos, trabalhamos e nos conectamos. Estamos apenas começando a explorar todo o seu potencial. Brasília foi a primeira capital do País ter faixa de 3,5GH liberada para o 5G em 6 de julho de 2022.

O Edital do 5G, que fixou as regras da licitação realizada no final de 2021, estabeleceu compromissos para que todas as cidades do país (5.570) tenham sinal 5G em plenitude até final de 2029. Esforços estão sendo feitos pelo setor e governo para antecipar essas ativações, bem como para que a cobertura nas cidades onde estão sendo vendidos o serviço possa ser igual ou até maior que a do 4G. A cobertura nas cidades ativas aumenta a cada mês com acompanhamento da Agência, bem como áreas de sombras são constantemente mapeadas para compor novas política públicas e prever investimentos em futuros leilões.

Cronograma de atendimento aos municípios com população igual ou superior a 30 mil habitantes (1.174 municípios):

Até 31/07/2022: atender as capitais dos estados e o Distrito Federal (no mínimo 1 antena para cada 100 mil habitantes);
Até 31/07/2023: ampliar a quantidade de antenas nas capitais dos estados e no Distrito Federal (no mínimo 1 antena para cada 50 mil habitantes);
Até 31/07/2024: ampliar a quantidade de antenas nas capitais dos estados e no Distrito Federal (no mínimo 1 antena para cada 30 mil habitantes);
Até 31/07/2025: ampliar a quantidade de antenas nas capitais dos estados e no Distrito Federal e atender os municípios com população igual ou superior a 500 mil habitantes (no mínimo 1 antena para cada 10 mil habitantes);
Até 31/07/2026: atender os municípios com população igual ou superior a 200 mil habitantes (no mínimo 1 antena para cada 15 mil habitantes);
Até 31/07/2027: atender os municípios com população igual ou superior a 100 mil habitantes (no mínimo 1 antena para cada 15 mil habitantes);
Até 31/07/2028: atender 50% dos municípios com população igual ou superior a 30 mil habitantes (no mínimo 1 antena para cada 15 mil habitantes);
Até 31/07/2029: atender 100% dos municípios com população igual ou superior a 30 mil habitantes (no mínimo 1 antena para cada 15 mil habitantes);

Cronograma de atendimento aos municípios com população inferior a 30 mil habitantes (4.396 municípios):

Até 31/12/2026: atender pelo menos 30% dos municípios com população inferior a 30 mil habitantes;
Até 31/12/2027: atender pelo menos 60% dos municípios com população inferior a 30 mil habitantes;
Até 31/12/2028: atender pelo menos 90% dos municípios com população inferior a 30 mil habitantes;
Até 31/12/2029: atender 100% dos municípios com população inferior a 30 mil habitantes.
À medida que as operadoras ativam novas cidades e ampliam a cobertura, o estímulo para que o consumidor adquira um novo dispositivo é cada vez maior, permitindo usufruir das vantagens de melhor conexão à internet, redes sociais, chamadas e aplicativos, uso bancário e tantas outras possibilidades. Hoje existem aparelhos 5G com preços acessíveis. Outra informação importante, além das operadoras nacionais, prestadoras regionais começam a ativar suas redes, proporcionando maior competição, o que traz naturalmente novas ofertas, novas coberturas e serviços aos consumidores.

Para se ter uma ideia do ritmo acelerado de expansão da rede 5G, o Edital de Licitação estabeleceu o compromisso de ativação de 6.402 Estações Rádio Base (ERBs) em capitais, na faixa de 3,5 GHz, até o segundo semestre deste ano, para as prestadoras de telefonia móvel vencedoras dos lotes referentes à citada faixa em âmbito nacional.

O número de estações licenciadas m capitais na faixa de 3,5 GHz, entretanto, já é mais de três vezes maior, chegando a 21.341 estações. Esse número representa densidade de 4,16 estações para cada 30 mil habitantes, frente à meta de 1,25 exigida pelo Edital. A quantidade de estações atualmente licenciadas já ultrapassa os compromissos de adensamento definidos para julho de 2025 no que diz respeito ao adensamento em capitais.

Para saber se sua cidade já tem o sinal do 5G basta acessar o link abaixo, filtrando sua cidade, tecnologia e, também, as operadoras.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo